Gisele Ulisse

Jundiaí, SP, 1972.

Nascida em Jundiaí em 4 de maio de 1972, filha de pai italiano e mãe brasileira, a artista Gisele Ulisse já vendia aos 8 anos esculturas de pedra para os vizinhos e parentes e passou toda sua infância desenhando e pintando.

Sua trajetória artística tem início nos estudos, onde, após concluir a Escola Panamericana de Artes, entrou na UNESP (Universidade Estadual Paulista), onde cursou Artes Plásticas e finalizou com a Licenciatura em Educação Artística. Realizou depois curso suplementar sobre o Barroco. O talento da artista é extraordinário, o que se percebe na sua grande habilidade em desenhos e na sua pincelada fina.

Durante vários anos Gisele visitava as mais diversas reservas e aldeias de índios em todo o Brasil. Partindo da figura humana, sua pintura enfatizou faces, e ela conseguiu mostrar com a maior naturalidade retratos do nosso Brasil, os índios e suas culturas.

As exposições da artista foram sempre bem visitadas por brasileiros e estrangeiros.

Faz alguns anos que a artista começou a diversificar a sua arte, pintando faces de outras pessoas, jovens com alegrias ou velhas mais severas. Depois, ela começou a pintar num estilo impressionista e alguns quadros que podem ser classificados dentro do começo do abstrato. Como artista nata, a artista consegue criar e pintar com perfeição o que ela bem deseja.

A estética impressionista de Gisele, ao se debruçar sobre o universo urbano, traz uma visão lírica, marcada pela delicadeza e um progressivo despertar para o estudo da alma humana. As imagens que gera revelam uma fina observação sobre o cotidiano e as suas possibilidades visuais. Algumas das cenas mais impactantes são de chuva e de garoa. As personagens surgem ensimesmadas e, ao mesmo tempo, integradas à cidade. Bicicletas, bares e cafés se fazem presentes nos retratos urbanos. Mesmo na hora do rush, a pintora não foca o caos como protagonista citadino. O que a interessa é o movimento de cada um e do conjunto como um todo. O fluxo de idas e vindas ganha o status de uma sinfonia.

A cor a e a luz são utilizadas por Gisele Ulisse para gerar momentos de encantamento. Suas pinceladas funcionam como ondas a conduzir os olhos do observador por cidades em que rostos e roupas não são o mais importante.

A sua arte está sendo admirada em exposições no Brasil e no exterior e já foi premiada várias vezes. Ademais, ela está sendo convidada para participar em diversos projetos no exterior. Assim, ela esteve em 2018 em Astana, na capital do Cazaquistão, como única artista convidada da América Latina, para pintar quadros sobre a cidade, que foram depois expostos no Museu Nacional daquele país.

Rua Cel. Bordini, 907 - Moinhos de Vento - Cep 90440-001 - Porto Alegre/RS - Fone: (51) 3388.2915
www.galeriabelasartes.com.br - email: galeriabelasartes@hotmail.com

Horário de Atendimento: Segundas as Sextas - 9:00 as 12:00 e das 14:00 as 19:00 / Sábados - 9:30 as 13:00

    (51) 98462.7518