Willy Zumblick

Willy Alfredo Zumblick.

TubarãoSC26 de setembro de 1913 — Tubarão, SC,  3 de abril de 2008.

Foi um pintor brasileiro.

De pai alemão e mãe descendente de italianos, iniciou sua carreira ainda jovem. Casou com Célia Sá Zumblick, com quem permaneceu casado durante 60 anos. Devido a suas obras e sua posição sócio cultural na cidade de Tubarão, foi concedida a designação Museu Willy Zumblick ao museu situado na praça denominada com o nome de seu irmão, o historiador Walter Zumblick.

Relojoeiro e ótico, foi proprietário de estabelecimento do gênero, iniciado por seu pai Roberto Zumblick, em 1902. Um marco descritivo afixado à parede frontal de seu estabelecimento registra o nível atingido pelas águas do Rio Tubarão na catastrofal enchente de 1974.

Autodidata, suas obras abordaram, em sua maioria, os aspectos históricos e sociais da gente de sua região.

Foi membro honorário do Rotary Clube de Tubarão, agraciado com o título de um dos 100 rotarianos mais famosos.

Willy Zumblick faleceu aos 94 anos de idade. Sofria de infecção pulmonar e ficou internado durante sete meses no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Morre o mito, mas sua obra é eterna.

Em 2001 foi eleito um dos 20 catarinenses que marcaram o Século 20.

Em 2009 diversas obras suas foram roubadas de sua antiga residência, abandonada desde seu falecimento.

Em 27 de maio de 2013 foram lançados três selos como parte das homenagem aos 100 anos de nascimento de Willy Zumblick.

Rua Cel. Bordini, 907 - Moinhos de Vento - Cep 90440-001 - Porto Alegre/RS - Fone: (51) 3388.2915
www.galeriabelasartes.com.br - email: galeriabelasartes@hotmail.com

Horário de Atendimento: Segundas as Sextas - 9:00 as 12:00 e das 14:00 as 19:00 / Sábados - 9:30 as 13:00

    (51) 98462.7518